Dortmund regista a maior queda em bolsa em 18 meses após derrota frente ao Tottenham

Ações deslizaram mais de 7,5%, depois de a equipa alemã ser derrotada na 1.ª mão dos oitavos de final da Champions pelo Tottenham por 3-0

Borussia Dortmund
Borussia Dortmund
Borussia Dortmund

O Borussia Dortmund foi a Londres defrontar o Tottenham, tendo perdido por três a zero, na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. A derrota parece demasiado pesada para ser invertida. Pelo menos esta é a crença dos investidores, que estão a penalizar fortemente as ações.

Os títulos do Dortmund estão a cair 6,35% para 7,815 euros, tendo chegado a descer um máximo de 7,67%, o que corresponde à queda mais pronunciada desde agosto de 2017.

A segunda mão deste jogo está marcada para 5 de março, com o Dortmund a receber os britânicos do Tottenham (que não está em bolsa).

A passagem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões representa uma receita extra de 10,5 milhões de euros para os clubes. E se continuarem na competição poderão conseguir mais 31 milhões de euros.

O Ajax e o Real Madrid também jogaram esta quarta-feira, tendo a equipa holandesa perdido frente ao Real Madrid, por 2-1. As ações do Ajax também reagiram em queda, ainda que de forma mais moderada. Os títulos caem 1,66% para 14,85 euros. O Real Madrid não está cotado.

Na terça-feira, jogaram Manchester United e Paris SG, com os franceses a derrotarem os ingleses por 2-0. O FC Porto deslocou-se a Itália, tendo perdido por 2-1 o jogo contra o Roma.

Esta quinta-feira entram em campo mais duas equipas portuguesas, desta feita para a Liga Europa. O Benfica vai à Turquia defrontar o Galatasaray, enquanto o Sporting recebe os espanhóis do Villareal.

 

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.