Escândalo abala federação

Beckenbauer é um dos acusados

A justiça suíça acusou ontem Franz Beckenbauer e outros três ex-funcionários da Federação Alemã de Futebol (DBF) de uma fraude de 6,7 milhões de euros na organização do Mundial’2006. Beckenbauer, então presidente do comité organizador da prova, Theo Zwanziger, antigo presidente da DBF, e o seu secretário-geral Horst R. Schmidt, assim como Urs Linsi, ex-secretário-geral da FIFA, são os três acusados de fraude, enquanto Wolfgang Niersbach, outro ex-presidente da DBF, é acusado de cumplicidade. O dinheiro foi solicitado por Beckenbauer supostamente para gastos com a cerimónia de abertura da prova, mas a justiça suíça considera que os 6,7 M€ foram usados para pagar um empréstimo pessoal que a antiga glória do Bayern Munique aceitou, em 2002, de Robert Louis-Dreyfus, então presidente da Adidas. O processo contra o ídolo alemão está parado devido aos seus problemas de saúde.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.