'Grandes' da Bundesliga doam 20 milhões de euros aos clubes mais necessitados

Bayern Munique, Dortmund, Leipzig e Leverkusen vão ajudar os outros emblemas

• Foto: Reuters

Bayern Munique, Borussia Dortmund, Leipzig e Bayer Leverkusen vão em conjunto disponibilizar 20 milhões de euros para ajudar emblemas que estão em dificuldades financeiras, devido à pandemia de Covid-19, anunciou esta quinta-feira a Liga alemã de futebol (DFL).

"Esta ação demonstra que a solidariedade na Bundesliga não é uma palavra vazia. Estamos muito gratos aos quatros clubes envolvidos na Liga dos Campeões pela ajuda que estão a dar", afirmou o presidente da DFL, Christian Seifert, referindo-se também ao Bayer Leverkusen e ao Leipzig.

Dos 20 milhões de euros, 12,5 surgem dos direitos de televisão e o restante dos 'cofres' de cada um dos quatro emblemas. A DFL vai ficar responsável pela sua distribuição, de acordo com as necessidades de cada um dos emblemas da primeira e segunda divisão.

"Nestes tempos difíceis, o importante é que os mais fortes apoiem os fracos", disse o presidente do Bayern Munique, Karl-Heinz Rummenigge.

Nos últimos dias, o presidente do Borussia Dortmund, clube onde alinha o português Raphael Guerreiro, deixou críticas à alegada "má administração" de alguns clubes, mas também optou por entrar no processo, devido à "situação excecional" que o futebol está a viver.

"Sempre dissemos que seriamos solidários com os clubes que precisam, numa altura em que não conseguem sobreviver sozinhos", frisou Hans-Joachim Watzke.

A Bundesliga e a 2.Bundesliga estão paradas desde o início de março e assim vão continuar, pelo menos, até 30 de abril, de acordo com a DFL.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais 480 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 22.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com quase 260.000 infetados, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 7.503 mortos em 74.386 casos registados até quarta-feira.

Em Portugal, registaram-se 60 mortes e 3.544 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que identificou 549 novos casos em relação a quarta-feira.

Dos infetados, 191 estão internados, 61 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram. Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 2 de abril.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.