Lewandowski volta à carga e pede ao Bayern para reforçar a equipa

Avançado quer mais investimento e queixa-se do desgaste por falta de alternativas

• Foto: Reuters

Cerca de dois meses depois de ter criticado a escassa atividade do Bayern no mercado de verão - o que lhe valeu uma valente reprimenda do líder do clube bávaro, Karl-Heinz Rummenigge -, o polaco Robert Lewandowski insistiu esta terça-feira na mesma ideia, salientando a necessidade dos campeões alemães se reforçarem.

"Não podemos iludir-nos. Todos os clubes precisam de contratar um jogador de topo a cada dois ou três anos para refrescar a equipa, trazer algum sangue novo, mais qualidade. Neste momento temos realmente uma boa equipa, mas todos sabem que os jogadores estão a ficar velhos", alertou o avançado em declarações à Reuters.

Atualmente envolvido nos trabalhos da seleção polaca que se prepara para os jogos particulares frente ao Uruguai (sexta-feira) e ao México (segunda-feira), Lewandowski destaca o exemplo de Joshua Kimmich, jovem de 22 anos que se impôs esta época como sucessor de Philipp Lahm, que se retirou no final da época passada, no flanco direito da defesa do Bayern.

"Estamos a ter sucesso, porque temos um jovem Kimmich, que é realmente bom na sua nova posição e demonstra que um jovem pode ser o substituto de um jogador experiente e sensacional como Lahm", lembrou o ponta-de-lança polaco, apontando depois o seu próprio caso, considerando que não tem tido o necessário repouso devido à falta de opções no ataque.

O avançado marcou nos últimos dois jogos, nas vitórias frente ao Leipzig e ao Borussia Dortmund, os maiores rivais do Bayern na luta pelo título na Bundesliga, mas acabou por sair ao intervalo neste último encontro. "Tive uma pequena lesão. Ao mesmo tempo, as lesões de outros jogadores que não podiam jogar de todo significam que eu não posso descansar ou jogar menos tempo", frisou.

"Às vezes, mesmo jogando 20 ou 30 minutos num jogo ou ficar fora desse encontro permite que tudo volte à normalidade. Talvez a minha lesão se devesse ao facto de não haver tempo para descansar", acrescentou ainda Lewandowski, garantindo, ainda assim, não pensa em deixar o clube de Munique.

Depois de ter marcado 16 golos na qualificação para o Mundial - tornou-se o melhor goleador de sempre numa fase de apuramento -, o ponta-de-lança polaco não esconde que a competição do próximo ano, na Rússia, é um objetivo crucial. "A prova é tão importante que ninguém está a pensar em mudar de clube neste período", concluiu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas