Médico do Bayern volta à carga: «Guardiola queria deixar os jogadores com dores»

Hans Müller-Wohlfahrt revive convivência com o catalão em Munique numa entrevista à ZDF

O médico Hans Müller-Wohlfahrt, que regressou ao Bayern Munique, voltou a criticar Pep Guardiola, o treinador que considera ter sido responsável pelo seu afastamento do clube, em 2015. Depois de ter publicado uma biografia onde contou como foi o seu relacionamento com o agora técnico do Manchester City, o clínico, de 75 anos, voltou 'à carga' numa entrevista à televisão ZDF.

"Foi negligente para com a profissão médico. Ele não queria curar lesões, queria deixar os jogadores com dores e isso ia contra a minha filosofia", contou Hans Müller-Wohlfahrt, que tinha uma ligação aos bávaros de quase 40 anos.

E prosseguiu: "Ele subestimou-me e tentou converter-num num seu comandante. Sentiu-se superior a toda a gente mas eu acabei por ser maior do que ele. Eu tinha uma posição privilegiada no clube e ele não suportava isso. Aproveitava todas as oportunidades que tinha para me deixar mal."

E não deixou de fazer uma análise à personalidade do catalão. "Trata-se de uma pessoa com baixa autoestima e faz de tudo para esconder isso de terceiros. Vive com um medo constante de perder o poder e a autoridade", rematou.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.