Presidente do Bayern Munique quer os jogadores do clube a falar alemão

Uli Hoeness considera que várias línguas no balneário contribuem para a criação de pequenos grupos

• Foto: Reuters
O presidente do Bayern Munique, Uli Hoeness, surpreendeu, em entrevista publicada esta quarta-feira pela revista 'Sport Bild', ao afirmar que passará a ser obrigatório para os jogadores contratados pelo clube bávaro aprenderem a língua alemã. E quem não cumprir o desejo presidencial, será multado. Renato Sanches vai, por isso, com toda a certeza, voltar aos bancos da escola.

"É muito simples: o jogador deve aprender alemão, deve ser uma regra. De outra forma, tem que pagar. É por isso que necessitamos rapidamente de um novo 'manager'. Ele tem que controlar e determinar isso com precisão", explica o líder do campeão germânico, dando mesmo o seu exemplo: "Eu ia sempre a casa dos jogadores e via o que é que estavam a aprender e os progressos que estavam a fazer."

Uli Hoeness considera mesmo que um língua comum a todos os jogadores que representam o Bayern de Munique é a forma mais fácil de evitar a criação de 'grupinhos' dentro do balneário.

"A língua é uma ligação, de outra forma temos pequenos grupos. Se eu quero integrar-me no clube, numa perspetiva de médio e longo prazo, tenho que aprender a língua. Se não o fizer é como se estivesse a usar o clube como um trampolim a caminho de casa", argumenta o presidente do conjunto bávaro, numa entrevista em que admite ter 200 milhões disponíveis para gastar em reforços.
Por João Lopes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas