Treinador do Bochum diz que Robben o envergonha como holandês

Verbeek acusa compatriota do Bayern de simulação

• Foto: EPA

O Bayern Munique qualificou-se para as meias-finais da Taça da Alemanha, ao triunfar por 3-0 no reduto do Bochum, mas Gertjan Verbeek, treinador holandês da equipa da 2. Bundesliga não ficou convencido porque entende que o desequilíbrio no jogo nasceu de uma simulação protagonizada pelo compatriota Arjen Roben.

Verbeek referiu-se a um lance no final da 1.ª parte (43 minutos), no qual o extremo do Bayern caiu dentro da área na disputa de bola com Jan Simunek [na foto]. O árbitro assinalou grande penalidade, cuja conversão Thomas Müller falhou, e expulsou o defesa-central checo foi expulso.

"Para mim, aquilo foi simulação. Sou holandês e sinto-me envergonhado, mas nós sabemos que Robben é assim também na seleção. Houve o contacto, mas não foi falta e, a ser, não justificava cartão vermelho. E com dez jogadores não se consegue vencer o Bayern", afirmou o treinador, com Robben a contrapor em sua defesa: "[Simunek] Era o último homem, foi claramente falta."

"As regras são para cumprir e, além do mais, o jogo já estava decidido", adiantou o holandês, referindo-se ao facto do Bayern estar a vencer por 1-0 na altura do lance - os golos foram apontados por Robert Lewandowski (38 e 90 minutos) e Thiago Alcântara (61').

Por António Espanhol
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Alemanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.