Abel Ferreira deixa "aviso" após empate: «Quando eu for problema para o Palmeiras, deixo de o ser»

Treinador mostra indignação após o 0-0 com o Botafogo

• Foto: Reuters

O Palmeiras empatou 0-0 com o Botafogo, em Ribeirão Preto, e no final Abel Ferreira falou diretamente para os adeptos que vandalizaram os muros do Allianz Parque depois da derrota frente ao São Paulo.

"Quando olhamos para o copo meio cheio... Quero deixar um aviso para toda a gente: quando eu for o problema do clube, deixo de o ser. Da mesma maneira que decidi em um dia vir para cá, quando o treinador for o problema do clube, nós resolvemos", referiu o treinador português.

Abel Ferreira lamentou que as pessoas tenham "pouca memória". "Eu gosto de futebol, é disso que vivo. As pessoas valorizam a parte negativa. Não tem problema algum. Podem pintar o que quiserem, insultar o que quiserem, vamos lá no outro dia e pintamos tudo, lavamos e colocamos verde outra vez", continuou.

E não se ficou por aqui. "Só quero que aqueles que escreveram se lembrem um pouco do trajeto que estes jogadores e e treinador fizeram. Temos de pensar todos muito bem, o presidente, os jogadores, o treinador, que somos um. Se somos um só quando ganhamos, então temos de repensar o nosso lema. Ou somos todos um ou então não estou aqui a fazer nada".
«Acorda, Abel»: adeptos do Palmeiras revoltados com nova derrota

4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas