Abel Ferreira: «Vou defender o verde e branco até à morte»

Português foi apresentado no Palmeiras e promete empenho máximo

A apresentação do treinador português Abel Ferreira no Palmeiras foi um dos destaques do dia no futebol brasileiro. A histórica formação é agora liderada pelo antigo treinador dos gregos do PAOK e as primeiras palavras oficiais como técnico do 'Verdão' foram amplamento difundidas no país irmão, ou não fosse o emblema um dos mais prestigiados do país.

Uma conferência que começou com uma nota de intenso pesar pela morte de Wilson Galiotte, pai do presidente Maurício Galiotte. De resto, foi precisamente com uma palavra parao líder do clube que Abel Ferreira encetou a sua apresentação.

"Gostaria que minhas primeira palavras fossem para dar as condolências ao presidente e sua família nesse momento de grande dor. Desejo muita força nesse momento, referiu.

Abel Ferreira

Depois foi tempo de olhar para o que aí vem ao leme do colosso canarinho: "A organização e a grandeza deste clube foi aquilo que mais me impressionou. Uma coisa é o que dizem e outra é o que sente quando se está no clube. A sua organização, grandeza, plano de presente e também de futuro. A forma global como olham para o futebol. Agradou-me ter plano, organização e saber tudo o que querem. Quando é assim é mais fácil estar perto de atingir vitórias e títulos."

Logo a seguir, altura de destacar que trabalho será palavra de ordem em toda a passagem pelo comendo do clube, mas especialmente no início: "Atravessei o Atlântico para trabalhar, ganhar, ajudar a estrutura e os jogadores a crescer. Não para conhecer a cidade. É a minha missão. A minha estadia nos próximos meses será aqui dentro do Centro de Treinos. Não nos falta nada, o clube oferece todas as condições para o trabalho na plenitude. Temos que criar nossa pressão dentro, para aguentar a pressão de fora. Quem está em um clube como o Palmeiras só pode pensar em vencer, não há outra forma."

"Vou defender o verde e branco até à morte. É o resultado que nos guia. É uma verdadeira loucura ter dois meses com 18 jogos, mas cá estaremos para encarar isso com seriedade, disciplina e comunicação. Tive vontade de representar este clube, vou dar o melhor de mim de coração e alma", resumiu.

Por João Seixas
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas