Adeptos do Corinthians detidos por ameaças a uma juíza

Fazem de claque que se envolveu em desacatos antes de jogo com Flamengo a 23 de outubro

• Foto: Getty Images

A Polícia Civil do Rio de Janeiro comunicou esta terça-feira que pelo menos seis adeptos do Corinthians foram presos por terem ameaçado uma juíza daquele estado, através de mensagens na Internet.

"É um comportamento inaceitável num estado democrático de direito. As ameaças contra a juíza e o seu marido, com o objetivo de intimidar a prática do seu ofício, são uma afronta ao poder judiciário", disse a chefe da Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Daniela Terra.

De acordo com a denúncia, tanto a juíza como o seu marido receberam ameaças pelas redes sociais e por e-mail, as quais incluiam fotos de familiares.

Os detidos fazem parte de uma claque do Corinthians que se envolveu em confrontos com adeptos do Flamengo, antes do jogo entre as duas equipas, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, a 23 de outubro.

Após os desacatos, a juíza Marcela Assad Caram Januthe Tavares, do Rio de Janeiro, ordenou a prisão de 31 adeptos do Corinthians, que participaram na 'batalha campal', e desde então tem recebido ameaças pela Internet.

Os seis adeptos foram detidos na cidade de São Paulo, no desenvolvimento de uma operação realizada pela Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos, que ainda procura quatro aficionados, que também receberam mandados de prisão.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.