Ciúmes, 'guerra' com capitão e lesão tratada na Luz: Harison recorda Jorge Jesus na U. Leiria

Ex-jogador brasileiro elogia o agora treinador do Flamengo, com quem tinha "uma relação muito boa"

• Foto: Paulo Henriques

Harison recordou à ESPN Brasil como Jorge Jesus o ajudou quando assinou pela União de Leiria, em 2005/06. O médio brasileiro, hoje com 40 anos, conta que o treinador da equipa era José Gomes e que quando chegou não foi bem recebido pelos outros jogadores, pois foi apresentado com estatuto de estrela e tinha um dos salários mais elevados do plantel.

"A União de Leiria não costumava comprar jogadores, era um clube que vendia mais do que comprava. Sofri com um pouco com os ciúmes por parte de alguns portugueses, o que até é normal, porque estava a chegar para ocupar o lugar deles...", referiu.

O clube lutava para não descer e José Gomes foi despedido. Jorge Jesus assumiu a equipa no 15.º lugar. Um dia, num jogo contra o FC Porto, Harison por pouco não chegou a vias de facto com o capitão da equipa, Paulo Gomes. "Eu via jogadores a falarem de mim pelas minhas costas e Jorge Jesus acabou com isso. Houve um encontro com o FC Porto em que estávamos a jogar bem e eu tive uma discussão feia com o capitão, Paulo Gomes, que colocou a mão na minha cara. Não foi uma chapada, mas deu uma 'mãozada'", recordou. "Se eu fosse 'para cima dele' era expulso e ia prejudicar a equipa, por isso disse-lhe 'lá dentro conversamos'."

Jorge Jesus apercebeu-se do sucedido. "Quando fomos para o intervalo, Jorge Jesus correu à minha frente e disse: 'Não vais encostar um dedo nele. Vais dizer tudo o que quiseres. Agora o caso é comigo'. O Paulo sabia que tinha feito m*** e ficou sentado. Disse-lhe tudo na cara: 'Só não te vou bater porque o mister falou comigo. Senão, quebrava-te à porrada'", recordou.

Depois do jogo, o treinador levou Harison e Paulo Gomes até junto da imprensa, contou publicamente o que tinha acontecido e garantiu que o diferendo estava sanado. "Ele não jogou mais. Para Jorge Jesus todos os jogadores são iguais, ninguém é melhor do que ninguém."

Harison recorda também como Jesus o ajudou quando sofreu uma lesão na coxa, que o afastou dos relvados durante dois meses. "Levou-me pessoalmente para fazer tratamento com os tipos do Benfica. Era muito amigo de Rui Costa. Ele e o professor Mário, preparador físico que trabalha hoje no Flamengo, são pessoas excecionais. Quando Jorge Jesus confia num jogador, aposta mesmo. Estive dois meses parado e com apenas uma semana de treinos voltei à equipa num jogo contra o Sporting. Ninguém acreditava que iria jogar depois de uma lesão muscular de grau três", garantiu. "A nossa relação era muito boa."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.