Convocatória do Brasil sem 'portugueses'

Alex Muralha é a grande surpresa da lista divulgada por Tite

• Foto: Getty Images Sport

Alex Muralha é a grande surpresa da convocatória de Tite para os encontros com a Bolívia, em Natal, a 6 de outubro, e a Venezuela, em Mérida, a 11 de outubro, de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2018, que se dispiutará na Rússia.

Uma convocatória, a segunda desde que substituiu Dunga à frente do escrete canarinho, que não inclui qualquer jogador a atuar em Portugal e que assinala ainda os regressos de Thiago Silva e Oscar ao lote dos eleitos.

Estas são, aliás, as três principais novidades num grupo alargado de 24 elementos que, no essencial, mantém a base daquele que, no início do mês, somou dois triunfos sobre o Equador e a Colômbia.

Com Paulinho castigado, para o primeiro compromisso, Tite juntou ainda mais três caras novas - Fernandinho, Roberto Firmino e Douglas Costa - e justificou a para muitos inesperada chamada de Alex Muralha.

"Além de estar a atravessar um grande momento, Muralha tem grande regularidade. Tem feito um grande campeonato. No jogo a que assistimos, contra o Palmeiras, defesas, saídas de bola. Isso conta", assumiu o selecionador brasileiro. 

A concentração dos jogadores convocados para os embates com Bolívia e Venezuela deverá ocorrer entre os dias 2 e 3 de outubro, embora aqueles que atuem nessas datas, possam retardar um pouco a sua chegada ao estágio.

Por António Carlos. Rio de Janeiro. Brasil
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas