Coronavírus: Santos recusa baixar salário

Clube pede ajuda à federação brasileira

• Foto: Getty Images

O Santos fez saber que discorda da redução de salários dos jogadores e pede apoios à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no caso de ir avante o corte nos vencimentos. No Brasil, o Atlético Mineiro já adotou a medida de baixar os salários, mas a formação orientada por Jesualdo Ferreira discorda desse cenário.

"Sou contra propor uma redução salarial para quem gera riqueza ao Santos. Um jogador que tenha contrato tem de receber integralmente. Quem parou as competições (CBF) que se responsabilize e financie esses possíveis cortes", justificou o dirigente do clube, Pedro Doria.
Recorde-se que o Peixe deu férias a todos os trabalhadores até 20 de abril devido à Covid-19.

Real Madrid estuda cortes

Segundo o diário ‘Marca’, a direção do Real Madrid pensa em reduzir em 10% o salário dos elementos da equipa principal.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.