E se ficar sem dinheiro? Adepto do Corinthians antecipa-se e paga quotas até... 2027

Francisco José Eufrázio de Sousa garante que o mais importante é conseguir ir ao estádio sempre

Um possível problema de vários clubes são os adeptos que passam a considerar o futebol dispensável e deixam de ser sócios. A crise económica que acompanha a pandemia de Covid-19 pode obrigar a estabelecer prioridades, mas há sócios que levam isso ao outro extremo e, basicamente, podem viver sem tudo... menos o futebol. Tem dúvidas? Então conheça a história de Francisco José Eufrázio de Sousa, um caricato adepto do Corinthians.

Trabalhador por conta própria e com receio de que possa deixar de ter rendimentos entretanto, Francisco chegou-se à frente e já pagou as quotas de sócio que lhe garantem um lugar no estádio até... 2027! É isso mesmo, não está a ler errado. Essa despesa está arrumada e, por isso, mesmo que tudo possa correr mal na vida de Francisco Sousa, poderá continuar a ver os jogos do seu Timão.

"Sempre pensei na hipótese de algum dia ficar desempregado ou se tiver algum problema e não conseguir pagar. Ir aos jogos é uma prioridade. Como eu sou profissional por conta própria, há dias em que tenho dinheiro e outros em que não tenho. Quando ainda era a Omni (a empresa responsável pelo Fiel Torcedor), eu paguei quatro anos seguidos. Quando mudou o sistema (em 2019), eu vi que estava a libertar o pagamento de outros anos e comecei a pagar. Eu pagava um ano, vi que tinha sobrado um pouco mais de dinheiro e pagava outro, quando eu fui ver eu já tinha pago até 2027. É uma questão de pensar no futuro", confessou o adepto ao site do Corinthians.

Por Pedro Gonçalo Pinto
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0