Elias Curzel é o segundo reforço da Chapecoense para 2017

Guarda-redes é cedido pelo Juventude de Caxias, por um período mínimo de uma temporada

• Foto: Esporte Clube Juventude

Elias Curzel é o segundo reforço da Chapecoense para atacar o Brasileirão 2017. Depois do acidente de aviação ocorrido na Colômbia, que vitimou 71 pessoas, entre as quais a esmagadora maioria dos seus futebolistas, o emblema de Santa Catarina está empenhado em reconstruir o plantel e, poucas horas após assegurar o concurso de Douglas Grolli, que se encontrava vinculado ao Ponte Preta, garantiu agora o jovem guarda-redes, de 21 anos, que, na época anterior, brilhou com as cores do Juventude.

A chegada de Elias Curzel a Chapecó insere-se na estratégia delineada pelos clubes brasileiros para ajudarem a Chapecoense a reerguer-se e teve de respeitar vários pré-requisitos, entre os quais a renovação do guardião com o Juventude até ao final de 2018. A cedência é válida por uma temporada, mas poderá ser prolongada, caso as partes cheguem a acordo no final de 2017.

Resta acrescentar que Curzel foi um dos jogadores em destaque na equipa gaúcha, então comandada pelo agora técnico do Internacional de Porto Alegre, António Carlos Zago, contribuindo para o título de vice-campeão estadual - foi mesmo indicado para a onze ideal da competição - e para a subida da equipa de Caxias à série B do Brasileirão.

Além disso, deu nas vistas na Taça do Brasil, diante do São Paulo, ajudando o Juventude a seguir em frente, rumo aos quartos-de-final.

A Chapecoense é, por todos os motivos e mais alguns, a montra ideal para um jovem guarda-redes que começa a afirmar-se no contexto do futebol brasileiro. A série A é, sem dúvida, o passo que faltava a Elias Curzel.

Por António Carlos. Rio de Janeiro. Brasil
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0