Flamengo tentou regressar aos treinos mais cedo mas levou com 'balde de água fria'

Governador do Rio de Janeiro, infetado com coronavírus, rejeita qualquer regresso antes do final de maio

Jorge Jesus e os restantes elementos da equipa técnica do Flamengo estão em Portugal e sem previsão de quando podem voltar ao Brasil, devido à pandemia de coronavírus que fechou fronteiras em quase todo o Mundo. Ainda assim o clube brasileiro tentou regressar aos treinos mais cedo do que o previsto, mas levou com 'balde de água' fria do governador do Rio de Janeiro.

Wilson Witzel, que está infetado com coronavírus, afirmou que, caso o cenário da Covid-19 melhore, há hipóteses de retomar as atividades no final de maio, nunca antes. 

Segundo a imprensa brasileira deste domingo, a decisão de estender as férias dos jogadores até o dia 30 de abril contrariou o desejo de muitos dos elementos da direção do Flamengo, apesar de alguns dirigentes considerarem que 'forçar a barra' seria um tiro nos pés e apenas iria servir para desgastar a imagem do clube. E a insistência para regressar aos treinos a partir da próxima semana - data apontada era 21 de abril - foi vista como perigosa.

E na sexta-feira, o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel, que recorde-se é um dos milhares de infetados no Brasil com coronavírus, deixou bem claro que antes do final de maio são serão permitidos treinos, mesmo com protocolo de segurança para atletas e funcionários. 

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0