Guarda-redes da Chapecoense anuncia fim da carreira

Nivaldo ia ser homenageado na última jornada do Brasileirão

• Foto: Reuters

Em lágrimas, o guarda-redes da Chapecoense Nivaldo anunciou esta quarta-feira o fim da sua carreira, após o acidente que vitimou quase todos os seus companheiros de equipa.

O veterano guardião, de 42 anos, ia ser homenageado na última jornada do Brasileirão, na sua 300.ª partida pela Chapecoense, no entanto devido à tragédia que assolou o clube, Nivaldo disse não ter condições para continuar. 

"Eu era para ir na viagem e acabei por ficar. Tudo tem um propósito na vida. Acabei ficando porque iria jogar, talvez contra o Palmeiras, porque ia fazer a minha despedida no jogo aqui contra o Atlético-MG, quando iria completar 300 jogos pelo clube. Como houve mudança na viagem, eles não iriam regressar a Chapecó e iriam direto de São Paulo para Medellín. Então o Caio [Júnior] falou que não iria levar-me porque como não iria jogar abriu opção para levar outro atleta. Disse que não tinha problema. Infelizmente aconteceu o acidente", afirmou Nivaldo citado pelo 'Globoesporte'. "Como atleta sim [é o fim da minha carreira]. É momento de pensar no clube, ficar junto com os que ficaram para que possamos formar uma nova Chapecoense."

Por Marta Correia Azevedo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0