Hulk vê-se como um "Sansão ao contrário": «Cortei o cabelo e as coisas começaram a fluir»

Antigo avançado do FC Porto fez 5 golos nos últimos 3 jogos, depois de ter sido contestado no regresso ao futebol brasileiro

• Foto: Lusa/EPA

Hulk não teve um regresso pacífico ao futebol brasileiro e chegou mesmo a ser contestado pela imprensa e pelos adeptos do Atlético Mineiro. Mas nos últimos três jogos o avançado marcou cinco golos - quatro deles na Taça Libertadores - e a explicação parece estar... no corte de cabelo. É o antigo jogador do FC Porto quem brinca com esse facto, assumindo-se como uma espécie de "Sansão ao contrário". 

"É verdade, Sansão ao contrário. Cortei o cabelo e as coisas começaram a fluir. Graças a Deus estou feliz por poder ajudar o Galo, fazendo bons jogos ao lado dos meus companheiros e a dar continuidade", começou por afirmar o brasileiro, em entrevista ao Globoesporte, falando depois mais a sério e justificando a melhoria de rendimento com um novo papel na equipa dado pelo treinador. 

"Tive uma conversa com o professor Cuca. Ele disse que iria experimentar-me como 9 ou falso 9. Eu achei bem, porque temos uma equipa com jogadores de qualidade e a bola chegaria naquela zona com facilidade. Isso tem vindo a acontecer. Consigo consigo participar mais nos jogos, trocando de posição com o Keno, o Savarino e o Nacho, o que dificulta muito a marcação dos adversários", sustentou o jogador, de 34 anos. 

Hulk lembrou ainda que o facto de ter estado muito tempo fora do Brasil dificultou a adaptação, até porque antes de partir para o Japão, em 2005, não tinha jogado muito. "O início menos positivo é normal até que me adeptei. Foram mais de 16  anos longe do Brasil. Só fiz dois jogos aqui antes de ir embora, tinha 18 anos. Precisava de sentir e entender o futebol aqui e graças a Deus posso dizer que as coisas estão a correr bem. Exigi mais de mim e procurei errar menos", analisou Hulk.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.