Jogadores negros do Fortaleza entraram em campo com um alvo nas costas

Objetivo foi alertar para o racismo no futebol

Os jogadores negros do Fortaleza entraram em campo no último jogo frente ao Corinthians com um alvo nas costas. O objetivo foi alertar para o racismo no futebol numa acção chamada "Alvos do Racismo", que serve como luta pela descriminação racial.

"Um clube de futebol tem uma função social importante porque tem um poder enorme de comunicação, de fazer a mensagem chegar ao grande público, que tem a atenção em como o clube fala e se posiciona. A temática do racismo é algo que sempre teve relevância, mas, mais recentemente, diante dos últimos acontecimentos no Brasil e em outros países, tem tomado uma proporção muito grande e é necessário que nós nos posicionemos. Não basta não ser racista, tem que se ser antirracista, tem que se combater qualquer tipo de discriminação de cor", afirmou Marcelo Paz, presidente do Fortaleza.

"De acordo com o último relatório do Observatório da Discriminação Racial no Futebol, as ocorrências de injúria racial dentro do universo do futebol em 2019 cresceram 27,2%, se comparadas com 2018. Ainda no passado, quase 50% dos técnicos e atletas negros das Séries A, B e C do Brasileirão já declararam terem sido vítimas de racismo na carreira", escreve o Globoesporte.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.