Jorge Jesus: «É difícil parar o Flamengo, mas ainda temos mais um título para conquistar»

Treinador do Flamengo quer manter nível competitivo até ao Mundial de Clubes, o troféu "mais difícil" de erguer

• Foto: Reuters

O Flamengo bateu (3-1) na visita ao Palmeiras, este domingo, em São Paulo, em jogo da 36.ª jornada do Brasileirão, num encontro que Gabigol (2) e Arrascaeta fizeram os tentos do Mengão, que permite à equipa de Jorge Jesus alcançar os 87 pontos - número recorde desde que o campeonato brasileiro é disputado a 20 equipas.

No final do encontro, o treinador português assumiu que "é difícil parar o Flamengo", afirmando que "nada falta" aos jogadores e equipa técnica, dando as condições necessárias para que a formação rubro-negra possa conquistar títulos.

"Acreditamos muito na competência do nosso trabalho. A estrutura não nos falta com nada, temos todas as condições de mais alto nível para jogarmos. Com as vitórias e a qualidade da equipe, o jogo torna-se mais fácil. É difícil parar o Flamengo, a resposta são os jogos. Se nós acreditávamos? Claro que sim. Senão não vinha para o Brasil, mas ainda temos mais um título para conquistar, o mais difícil", atirou JJ, na conferência de imprensa pós-jogo.

Apesar do título de campeão já estar conquistado, a equipa de Jorge Jesus não tirou o pé do acelerador e chegou ao 28.º jogo sem perder, registo competitivo que o técnico português quer manter até ao Mundial de Clubes.

"Criamos uma marca desde que chegamos. Na palestra antes dos jogos, falamos em tática e muito em jogar 'à Flamengo'. Ainda temos motivação, muita motivação, para chegar a esses recordes. Isso faz com que a equipa continue com adrenalina, motivação, mesmo sendo campeã. Segue empenhada em busca das vitórias. Eles sabem que há mais um título para ser disputado, com dois adversários que estão no auge, enquanto nós já estamos em final de temporada", vincou.

Gesto de Mano Menezes e as críticas dos colegas de profissão

"Foi um gesto bonito [ir ao balneário parabenizá-lo antes do jogo), já tínhamos nos encontrado algumas vezes, mas nunca nos defrontamos. Foi mais por alguns treinadores com pouco nome e pouca capacidade no futebol brasileiro. Mas isso já passou, sou um colega deles. Serei sempre um colega de profissão."

Fez alguma promessa caso conquistasse títulos?

"O jogadores fizeram promessas entre eles. A minha promessa é cada vez mais amar a minha profissão e esta equipa. É uma equipa que mexe muito com o meu sentimento, estou sempre nas decisões que acharem que são melhores para a equipa. Só espero que não façam uma promessa para ficar careca."

Troca de treinadores no futebol brasileiro

"Quando se está num clube com estrutura, que sabe o que quer, torna-se mais difícil mudar de técnico. Se tiver uma estrutura, mesmo que não esteja a ganhar, não ganha hoje, mas vai ganhar amanhã. Quando sabes isso, o mais fácil não é mudar de treinador. Em alguns momentos precisa, sim, mudar, mas a três jornadas do fim [do Brasileirão], mudar de treinador não será vantagem nenhuma", concluiu.

Por Sérgio Magalhães
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.