Jesus e o dia que mudou a sua visão do futebol: «Eles tinham razão, aquilo bateu-me na cabeça»

Admite culpas no clima do futebol português e diz ter aprendido muito na Arábia com um episódio em particular

• Foto: DR

Jorge Jesus teve uma experiência na Arábia Saudita que o fez alterar a sua visão sobre o futebol. O agora técnico do Flamengo orientava na altura o Al Hilal e foi um confronto com um jogador adversário que mudou tudo.

"Depois de ter saído para a Arábia Saudita, vejo as coisas de maneira diferente. Conhecer novos campeonatos, outras culturas e outras pessoas abriu-me um bocadinho o meu horizonte de olhar para o futebol de maneira diferente. A Arábia Saudita ensinou-me a respeitar mais tudo o que é o futebol. Os espectadores, os adversários, a cultura, a cultura do futebol", começou por dizer em entrevista ao Canal 11, passando depois a explicar o episódio.

"Posso contar uma história. Num jogo, há uma jogada entre um jogador adversário e um jogador meu junto ao meu banco. Esse jogador tem uma entrada mais agressiva no jogador do Al Hilal e eu, como ainda vinha habituado de Portugal, fui para cima dele. Comecei a falar alto e a mandar vir, ele percebeu a minha agressividade e também começou a mandar vir comigo. Não sei o que ele dizia em árabe. Cheguei-me muito perto dele e disse em português: ‘tu és muito pequenino, não te conheço de lado nenhum, cala mas é a boca’. No outro dia fui chamado pelo team manager, tinha recebido uma nota da federação a dizer que estava multado e tinha de comparecer no comité. Quem manda no futebol saudita não são os clubes, é o estado. Lembro-me das palavras deles: ‘Fizemos um grande investimento em ti, és o nosso modelo. Vieste para aqui para valorizar o futebol, para que os adeptos tenham os olhos em ti. Não é só taticamente, isso é um problema da tua equipa. Nós queremos que o futebol seja respeitado. Se não perceberes isto, amanhã apanhas um avião e vais-te embora’. Fui para casa pensar e eles tinham razão, não vale tudo para ganhar. Aquilo bateu-me na cabeça", admitiu o técnico.

Jorge Jesus confessou ainda que tem responsabilidades no atual clima no futebol português e afirmou que é preciso tomar medidas: "Em Portugal há o jogo fora do campo. Eu fui um dos culpados. A comunicação em Portugal é uma forma de pressionar toda a semana as pessoas que estão ligadas a arbitragem. Isto tem de acabar, está a chegar a extremos. Hoje as televisões têm um comentador do Benfica, Sporting e FC Porto, que estão ali a defender os clubes e não o futebol."

Por Luís Miroto Simões
9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0