Locutor de rádio passou por momentos de aflição no São Bento-Ponte Preta

Carlos Batista foi alvo da ira dos adeptos da casa

• Foto: DR

Um locutor de rádio passou por momentos de aflição no encontro entre o São Bento e a Ponte Preta, do Campeonato Paulista, no último domingo. Carlos Batista, da Rádio Bandeirantes de Campinas, teve mesmo de se esconder quando relatava o jogo no estádio Walter Ribeiro.

A cabina de imprensa onde estava fica situada imediatamente acima da bancada destinada aos adeptos da casa. Ora, estes não gostaram da forma entusiasta com que Carlos Batista relatava os lances de maior perigo criados pela Ponte Preta e deixaram uma ameaça.

"Não podíamos fechar o vidro por causa do sinal do microfone do nosso colega repórter de campo. Quando a Ponte marcou, percebi que os adeptos ficaram ainda mais irritados. A minha narração tem muita vibração quando são clubes de Campinas. Ao intervalo, os adeptos disseram-me que ia ver o que ia acontecer caso não relatasse os golos do São Bento da mesma forma", afirmou Carlos Batista ao Globo Esporte.
Mas foi quando a equipa da casa marcou que teve de se baixar para se proteger: "Quando foi o golo do São Bento, apercebi-me de um braço a agarrar o meu telefone. Até perdi os óculos. Foi uma tensão muito grande. Acabei por não apresentar queixa porque não são adeptos do São Bento, são vândalos que vão ao estádio armar confusão".

Os seguranças acabaram posteriormente por acalmar os ânimos na bancada. O jogo terminou com a vitória da Ponte Preta por 2-1.

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.