Ricardo Oliveira frustrado por não ir para a China

Deveria receber 460 mil euros por mês no Beijing Guoan

• Foto: Getty Images

O avançado brasileiro Ricardo Oliveira não escondeu a decepção por não ter sido liberado pelo Santos para jogar no Beijing Guoan, da China. O emblema da capital chinesa havia oferecido um generoso salário ao veterano internacional brasileiro, de 36 anos, mas o clube paulista vetou a negociação, e o jogador vai mesmo permanecer no Brasil. Segundo a imprensa brasileira, Ricardo Oliveira receberia 460 mil euros por mês no Beijing Guoan. O seu salário atual no Santos é de 35 mil euros mensais.

O antigo avançado do Betis terá até oferecido cerca de 4 milhões de euros do próprio bolso ao Santos, mas nem isso convenceu os dirigentes do Peixe.

"Não hesitei em ceder todos os meus direitos federativos ao Santos, possibilitando ao clube arrecadar milhões com um atleta que irá completar 36 anos e que chegou sem custos", disse o avançado em comunicado à imprensa. Apesar de frustrado, Ricardo Oliveira prometeu cumprir seu contrato com o emblema brasileiro, que encerra-se ao final de 2017.

"Como foi em toda minha carreira, vou continuar a cumprir com minhas obrigações de funcionário do clube. A honrar a camisa do Santos como sempre honrei, a trabalhar no dia-a-dia como sempre trabalhei, e a doar-me em campo como sempre me doei. Não será uma negociação que mudará a minha postura", sublinhou.

A negociação de Ricardo Oliveira com o Beijing Guoan foi envolta de polémicas. Irritado com o assédio dos chineses, o presidente do clube paulista, Modesto Roma Júnior, prometeu até acionar a FIFA.

"Nós estamos a notificar a FIFA por aliciamento ao jogador. Chega de querer fazer do Brasil uma palhaçada. Quer levar? Que paguem 12 milhões de euros. É o preço do jogador. Acho um absurdo o que esses empresários fazem. Os chineses precisam aprender que os clubes do Brasil não são um mercado da China. Não é chegar, levar e já está", desabafou Modesto Júnior.

Apesar da idade avançada, Ricardo Oliveira fez uma grande época em 2015, ao marcar 37 golos em 62 partidas, uma média de 0,60 golos por jogo.

Por Mamede Filho
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.