Sampaoli demite-se do Santos após discussão em que apelidou o presidente de "mentiroso"

Treinador argentino queria forte investimento na equipa em 2020

• Foto: Reuters

Jorge Sampaoli já não é treinador do Santos. O técnico argentino pediu a demissão durante uma reunião muito quente com o presidente José Carlos Peres, em que até terá apelidado o dirigente de mentiroso.

Segundo a ESPN Brasil, Sampaoli chegou a falar com o presidente do Peixe com o dedo em riste, muito irritado. Exigiu que o clube garantisse um investimento de mais de 21 milhões de euros para 2020, mas José Carlos Peres não terá acedido.

Perante a recusa Sampaoli pediu a demissão, que não foi logo aceite. O presidente informou o treinador que se sair antes de 31 de dezembro deste ano terá de pagar os 2 milhões de euros previstos no contrato. Sampoli pediu-lhe que essa multa fosse esquecida, mas o dirigente mostrou-se irredutível.

Mais tarde, o Santos publicou no Twitter duas notas: uma dado conta do sucedido e explicando que "o caso foi entregue aos departamentos jurídico e de recursos humanos do clube"; outra agradecendo ao treinador "o trabalho realizado na temporada de 2019".

Sampaoli, de 59 anos, tinha contrato até ao fim de 2020 com o Santos, clube que orientou este ano, depois de ter passado pelas seleções de Argentina (2017-2018) e Chile (2012-2016) e por clubes como Sevilha, Universidade do Chile e Emelec. 

Palmeiras e Racing Avellaneda estão, segundo a imprensa sul-americana, na linha da frente para a contratação do técnico.





2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.