Santos recusou 15 milhões de euros por Lucas Lima

Representante do futebolista revela proposta do Crystal Palace no último dia de mercado

• Foto: Getty Images Sport

No derradeiro dia do mercado estival, o Santos terá sido 'forçado' a recusar uma proposta do Crystal Palace, por Lucas Lima, no valor de 15 milhões de euros, uma vez que o médio, que chegou a ser apontado como potencial reforço do FC Porto, não quis mudar-se para o futebol inglês. O desejo do futebolista é representar o Milan. Quem o diz é o seu representante, Edson Khodor, à 'Gazzamercato'.

E as conversas com o emblema rossonero chegaram a estar adiantadas, mas o valor pedido pelo emblema brasileiro acabou por fazer esfriar o interesse milanês. "O Milan queria Lucas Lima em agosto, mas Santos estava a pedir muito e, no final, eles viraram atenções para objetivos menos dispendiosos", revelou Khodor, admitindo que "em janeiro, as negociações podem ser reabertas".

Na mesma conversa com o site italiano, o agente adianta o tal negócio com o clube de Londres. "Também é verdade que, a 31 de agosto, sobre a 'deadline' do mercado, esteve próximo de uma mudança para a 'Premier League'. Crystal Palace ofereceu 15 milhões ao Santos, mas o Lucas disse que não", adianta, assumindo que outros emblemas têm abordado jogador e empresário.

"Recebemos várias demonstrações de interesse, incluindo Paris Saint-Germain e Valencia. Muitas pessoas têm falado em nome de Lucas Lima, nos últimos meses, apesar de eu ser seu único agente", enfatizou Khodor, explicando por que motivo gostaria o médio de ver reatadas as conversas com o Milan.

"Lucas Lima gostaria de jogar na Serie A, ficaria muito feliz de ir para Itália. Não se pode dizer não a um grande clube, como o Milan. Ele pode desempenhar o papel que Borja Valero tinha na Fiorentina, quando era treinada por Vincenzo Montella. Estamos a falar de um médio de qualidade para ajudar a movimentos ofensivos", destaca o empresário, não esquecendo um outro aspeto muito importante.

"Sabíamos no Verão que o Milan estava interessado e que os novos proprietários chineses deram o força ao negócio, pelo que o interesse em Lucas se mantém. Agora, o Milan tem mais poder económico no mercado e, se quiser, pode fechar o negócio", concluiu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0