Só faltam os milhões para Jesus renovar com o Flamengo

‘Vice’ do Flamengo revela que a renovação “está mais perto”, embora falte acordo financeiro

• Foto: Getty Images

Campeão em título, o Flamengo mantém o registo 100 por cento vitorioso na Taça Libertadores, depois de bater o Barcelona de Guayaquil por 3-0, mas o que se discute é a renovação de Jorge Jesus. No final da partida no Maracanã, Marcos Braz, vice-presidente do clube rubro-negro, voltou a ser questionado sobre o tema e revelou confiança num acordo. "Ele está satisfeito com a parte do plantel, com a direção e com a imprensa. Só falta a parte financeira. Vejo ele mais perto do acerto. Agora, se me preocupa? É evidente que me preocupa. Mas ainda está dentro de um tempo aceitável para acertamos isso. São três meses [contrato expira em maio]. Na hora certa, o Flamengo irá resolver."

Ambas as partes estão interessadas na renovação, mas ainda existe um fosso de milhões a separá-las. Jorge Jesus quer passar a ganhar 7 milhões de euros por ano, livres de impostos, na ordem do que recebia na Arábia Saudita. Segundo a imprensa brasileira, a verba não assusta o Flamengo, consciente do valor acrescentado que Jesus trouxe ao clube, mas a direção procura fórmulas para amortizar os custos da operação e uma delas passa por tentar renovar com a taxa cambial de dezembro, ou seja, fixar um valor do euro sem levar em conta a sua valorização de quase 25% desde então. "O pagamento tem essa relação com o euro, mas fico muito feliz de o problema, hoje, ser só a parte financeira", vincou Marcos Braz.

A prioridade do Flamengo é prolongar o vínculo com o técnico português até dezembro de 2021 e o diretor do futebol, Bruno Spindel, já avisou que não existe um plano B, caso as negociações fracassem. Ainda assim, Jorge Nicola, jornalista dos canais ESPN, escreve que Marco Silva é um nome que agrada e cita uma fonte do campeão brasileiro. "Desde o fim do ano passado, o nome dentro do departamento de futebol profissional é do Marco Silva." Mas acrescenta que não existem contactos com o treinador português, no desemprego desde que rescindiu com o Everton em dezembro.

Por Aurélio de Macedo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas