Tinga volta ao Cruzeiro como dirigente

Antigo jogador do Sporting é o novo diretor do futebol

Aos 38 anos, o antigo médio Tinga está de regresso ao Cruzeiro, clube onde terminou a carreira em 2015. O ex-jogador que passou pelo Sporting em 2004 foi anunciado esta quinta-feira como novo diretor do futebol da equipa de Belo Horizonte.

Desde que pendurou as chuteiras, há cerca de um ano, Tinga vinha trabalhando em palestras motivacionais para futuros atletas, pais e educadores, fazendo ainda um curso de gestão de forma a preparar-se para as funções que vai desempenhar agora. Paulo César Fonseca do Nascimento - a alcunha de Tinga vem do bairro onde cresceu, Restinga, em Porto Alegre - mostrou-se feliz pelo regresso ao Cruzeiro e pediu o apoio aos adeptos do clube.

"Venho agradecer pela confiança que sempre tive por parte de vocês e dizer que, em todos os momentos bons que vivi aqui, vocês estiveram juntos e também participaram o tempo todo. Quero, desde já, fazer este convite para que possam ser aquilo que sempre foram, uma torcida que joga junto com a equipa, uma equipa vencedora que tem na sua raiz, na sua identidade, grandes conquistas e o bom futebol. Convoco todos vocês para nos ajudar. Chego para ser mais um e este é um momento em que precisamos de todos. Confio em vocês. Com vocês, juntos, sabemos que o final tem tudo para ser feliz", referiu o antigo jogador através do site oficial do Cruzeiro.

Recorde-se que Tinga começou a carreira no Grémio, pelo qual foi ainda emprestado aos japoneses do Kawasaki Frontale (1999) e ao Botafogo (2000). Depois, em janeiro de 2004, rumou ao Sporting, de onde saiu um ano depois para voltar ao Brasil, ao Internacional. Entre 2006 e 2010 jogou no Borussia Dortmund, antes de voltar ao Internacional (2010-2012) e acabar a carreira no Cruzeiro (2012-2015).

Entre os principais títulos que conquistou destacam-se as duas Libertadores pelo Internacional (2006 e 2010), as duas Copas do Brasil pelo Grémio (1997 e 2001) e os dois Campeonatos Brasileiros (2013 e 2014) pelo Cruzeiro foram as principais conquistas.

Por António Carlos. Rio de Janeiro. Brasil
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas