Transferência de Militão para o FC Porto leva São Paulo aos tribunais

Clube não pagou percentagem da transferência à Federação das Associações de Atletas Profissionais

O São Paulo está a enfrentar um processo na justiça brasileira por não ter pago 0,8 por cento da transferência de Éder Militão (para o FC Porto) e de Cueva (para o Krasnodar) à Federação das Associações de Atletas Profissionais, organismo que presta assistência social e educacional aos atletas profissionais e que, segundo a Lei Pelé, tem direito àquela percentagem das transferências de jogadores brasileiros para o estrangeiro.

O site ESPN conta que teve acesso ao processo e que o referido organismo está a cobrar um total de 111 mil euros, 52 mil pela transferência de Militão para o FC Porto e 59 mil pela de Cueva para a Rússia.

A Federação das Associações de Atletas Profissionais pede também que o São Paulo pague as custas deste processo.

8
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.