Treinador deixa banco para reclamar com o árbitro e... fica sem o telemóvel

Mais uma cena surreal vinda do futebol brasileiro

• Foto: Jornal da Paraíba

Praticamente todas as semanas o futebol brasileiro traz-nos momentos insólitos e até inacreditáveis. Esta semana não é diferente. A cena que abordamos agora ocorreu no duelo entre o Botafogo da Paraíba e o Campinense, do estadual paraibano, disputado no domingo, e que terminou num empate sem golos. E se o marcador não trouxe emoção, mesmo assim houve polémica, especialmente a envolver a equipa de arbitragem.

Acabou por ser por isso mesmo que Itamar Schülle, técnico da equipa da casa, decidiu, mal soou o apito final, deslocar-se ao centro do terreno para protestar com os juízes do jogo. Para trás, lá no banco de suplentes, deixou o seu telemóvel e... não mais o viu! Depois de todos os protestos, o técnico voltou ao banco para recolher os seus pertences, mas não viu lá o seu aparelho eletrónico. Ainda ligou algumas vezes, sendo a chamada atendida do outro lado, mas ao fim de várias tentativas o telemóvel acabou por ser desligado. Foi aí que o técnico resolveu ir à polícia denunciar o furto e agora o caso está entregue às autoridades.

Depois, nas redes sociais, em tom irónico, o diretor executivo do Botafogo partilhou uma foto na esquadra da polícia, dizendo que o encontro terminou naquele espaço, dando a entender que o que se passou em campo foi, também, um roubo...

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.