Vasco pede reforço policial para o aeroporto após ser goleado: Sá Pinto está na corda bamba

Pesado desaire desiludiu os adeptos e nos bastidores o ambiente é tudo menos tranquilo

A goleada sofrida na visita ao Grémio agudizou a situação do Vasco da Gama (4-0) no Brasileirão - continua em zona de despromoção - e o presidente do clube está a ser pressionado no sentido de despedir Ricardo Sá Pinto, segundo escreve o 'Globo Esporte'.

O pesado desaire desiludiu os adeptos e a direção do clube pediu à polícia militar que reforçasse a segurança no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro. A equipa saiu por um terminal alternativo, mas os temores de um eventual confronto com adeptos acabou por não se confirmar e todos rumaram a casa traquilamente.

Só que nos bastidores o ambiente é tudo menos tranquilo. Segundo o 'Globo Esporte' o presidente Alexandre Campello está a ser muito pressionado para rescindir com o treinador português e, embora não esteja prevista nenhuma conversa entre Sá Pinto e a direção, o tema deverá continuar a ser debatido internamente nas próximas horas.

Sá Pinto, por sua vez, revelou depois do jogo que acredita na equipa.

Por Record
7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.