Yaya Touré já não vai jogar no Vasco da Gama: médio alega "razões pessoais"

Costa-marfinense era trunfo para o candidato Leven Siano

Leven Siano, candidato à presidência do Vasco da Gama, do Brasil, tinha em Yaya Touré um trunfo para conseguir ganhar as eleições. O emblemático médio costa-marfinense, de 37 anos, está sem clube desde que deixou o Qingdao Huanghai, da China, no final do ano passado. Touré comprometeu-se a jogar no Vasco da Gama a partir do próximo ano, caso Siano ganhasse as eleições do clube, que estão marcadas para novembro. Contudo, esta quarta-feira, anunciou que já "não podia" mudar-se para o Brasil.

"Gostaria de agradecer ao senhor Leven por ter me convidado para ser parte deste projeto maravilhoso e da família Vasco da Gama. Mas, infelizmente, não posso fazer parte dele por razões pessoais. Não me posso mudar para o Brasil. Obrigado pela vossa compreensão. Desejo o melhor e sucesso ao Sr. Leven com seu projeto", disse Yaya, num vídeo publicado nas redes sociais.

Também o candidato lamentou a situação. "Lamento informar que, devido a motivos pessoais, o Sr. Yaya Touré não poderá mudar-se para o Brasil. Encerrámos o contrato de forma amigável, com efeito imediato, sem nenhuma penalização para ambas as partes. Agradeço-lhe por toda a atenção dedicada ao assunto durante as nossas conversas. Desejo-lhe todo sucesso e envio saudações a ele e à sua família", postou Leven Siano.

Por Miguel Custódio
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Brasil

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0