Laporta e a renovação de Mbappé pelo PSG: «Jogadores acabam sequestrados por dinheiro»

Presidente do Barcelona condena os valores praticados no negócio

• Foto: Reuters
Joan Laporta comentou, em entrevista ao 'L'Esportiu', a renovação de Mbappé pelo PSG, condenando os valores envolvidos. Para o presidente do Barcelona, os jogadores acabam, no mercado de hoje em dia, por ser "sequestrados por dinheiro".

"Este tipo de movimentos distorce o mercado. Os jogadores acabam por ser sequestrados por dinheiro. São os efeitos de ter o Estado por trás [das transferências]. Do nosso ponto de vista, o nosso rival direto não se conseguiu reforçar e preferimos assim na altura de competir. Eu fico com a sustentabilidade no futebol", disse Laporta, antes de ser questionado acerca de um possível regresso de Neymar à Catalunha.

"Quem é que não gosta dele? É um jogador excecional, mas tem mais quatro ou cinco anos [de contrato] com o PSG. Assinou a sua escravidão por dinheiro. Só poderia voltar algum dia caso viesse livre. Seria irracional pagar pela transferência de um jogador que já foi nosso", concluiu.

Recorde-se que Laporta também abordou a situação financeira do Barcelona, afirmando que o clube se encontra numa posição "muito complicada".
Por Record
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Barcelona

Notícias

Notícias Mais Vistas