Sergio Agüero: «Messi estava muito mal, fui vê-lo a sua casa»

Em entrevista ao 'El País', o avançado falou sobre a sua transferência para o Barcelona e até de Cristiano Ronaldo

Sergio Agüero falou sobre a sua ida para Barcelona, a saída de Messi para o PSG, o período em que esteve no Manchester City e até de Cristiano Ronaldo. Em entrevista ao jornal ‘El Pais’, o avançado que ainda não se estreou oficialmente pelo Barcelona devido a lesão, não escondeu a tristeza sentida tanto por ele como por Messi, quando este se transferiu para o PSG.

"Foi um momento de choque. Ele [Messi] estava muito mal. Quando eu soube não podia acreditar. Nesse sábado fui vê-lo a sua casa. E, pela minha personalidade, como não o sentia bem, tentei fazer com que se esquecesse do que se tinha passado. Vi que estava meio apagado e tentei distraí-lo. Contei-lhe sobre a minha equipa de Esports e sobre as coisas que andávamos a fazer", contou ‘Kun’ Aguero.

O avançado ex-Manchester City não escondeu que parte do motivo que o levou a assinar pelo Barcelona foi a possibilidade de jogar com Messi. Porém, a saída surpreendente do ex-número 10 do Barcelona não abalou Aguero que afirmou não estar arrependido da sua escolha.

"Não me arrependo. Vamos ser sinceros… Que jogador não quer estar no Barça? Eu diria que a maioria dos futebolistas gostaria de vestir esta camisola, por mais que o Barça esteja bem ou mal. Cheguei com a expectativa de jogar com Leo e de que se formasse uma boa equipa, que era o que o clube estava a fazer. Quando me ligaram pensei: "Aquilo que me paguem dá-me igual. Vou pôr-me bem e vou a ajudar a equipa naquilo que mais possa", afirmou o internacional argentino.

Kun Agüero, um dos amigos mais próximos de Messi e com quem já partilhou muitas vezes o relvado ao serviço da Argentina, foi ainda questionado sobre a habitual comparação entre o craque argentino e Cristiano Ronaldo e, apesar da amizade, Aguero não poupou nos elogios ao internacional português.

"A diferença entre eles é futebolística. Esse talento vem de fábrica. Cristiano é mais avançado que o Leo. E aquilo que o Cristiano tem é que, como todos os goleadores, quando está confiante faz golos, golos e golos", explicou.

Antes de terminar a entrevista, Agüero teve ainda tempo para falar sobre os vários anos em que teve ao serviço do Manchester City e a sua relação com Pep Guardiola. "Nunca tive problemas com Guardiola. Jamais discuti com ele. Sim, tivemos que aclarar coisas. Quando chegou, como não nos conhecíamos, tivemos uma etapa de tentativa erro. Mas os últimos três anos foram fantásticos. Não tenho nada a apontar. É um treinador que quer sempre o máximo. Se tem uma ideia da partida na cabeça ele fá-la. Dá-lhe igual se tem que deixar fora da equipa aquele que marcou três golos nos últimos jogos. Dá-lhe igual o nome do jogador. A menos que seja Messi. Sempre aceitei quando jogava e quando não. O Gabriel Jesus, assim que aterrou em Manchester, começou a jogar a titular. Não disse nada", concluiu.

Por Record
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Barcelona

Notícias

Notícias Mais Vistas