A correria que levou Nelsinho ao... Moto GP

Internacional português brilha no Barcelona e até já ganhou alcunha devido à velocidade

• Foto: Reuters

Estávamos em 2011 quando um tal de Nelsinho estreou-se pela equipa principal do Sintrense, na terceira divisão, pelas mãos de Luís Loureiro. Em seis anos a evolução foi meteórica. A começar... pelo nome. Hoje, é conhecido por Nélson Semedo e tem sido um dos homens do momento no Barcelona, mas nem a avalanche de elogios de que é alvo altera a essência do "miúdo humilde que só dava nas vistas dentro de campo".

"Não é por estar rodeado de estrelas no balneário que perdeu as suas raízes. Tem uma personalidade forte e vincada, mas gosta de passar despercebido, estar no seu cantinho e tem um equilíbrio muito grande para conseguir lidar com o que dizem sobre ele", assegura o técnico em declarações a Record, recordando: "Já era muito diferente dos outros. Tinha 17 anos, era júnior e ia entrando aos poucos, até porque era muito franzino. Num jogo da Taça dei-lhe titularidade, fez dois golos e nunca mais o tirei."

Orgulhoso pelo crescimento do antigo pupilo, Luís Loureiro garante que o lateral "mantém as características, mas aprimorou-as imenso". "Já tinha uma velocidade que parecia nem pisar o chão. Daí o chamarem Moto GP. Sempre se destacou pelo cariz ofensivo, mas agora tem um equilíbrio a defender que é muito importante. Cresceu taticamente e tem tudo para triunfar no Barcelona", frisa.

Depois do Sintrense, Nélson Semedo rumou ao Benfica e foi lá que encontrou Pedro Rebocho. "Por ser tímido, precisou de se adaptar. É um dos mais humildes com quem joguei. Não liga às redes sociais, prefere jogar PlayStation. É muito forte psicologicamente. Está preparado para lidar com elogios e críticas", vincou o agora defesa do Guingamp.

Lateral eleito segundo melhor reforço

O jornal ‘Sport’ lançou uma sondagem sobre os reforços que mais têm agradado aos adeptos e os resultados foram claros. Com dois golos em dois jogos, Paulinho obteve 49%, enquanto Nélson Semedo ficou no segundo lugar com... 48%. Já Deulofeu recolheu 2% e Dembélé apenas 1%. Mais um reconhecimento ao internacional português, que no final do embate com o Eibar se mostrou rendido... a Messi. "É inacreditável. Jogo após jogo consegue surpreender sempre. É de outro planeta", atirou o lateral que na próxima semana reencontra o Sporting, em Alvalade.

Luís Loureiro: "Cresceu muito taticamente"

"Já no Sintrense era diferente dos outros. Embora franzino, destacava-se pela velocidade. Cresceu muito taticamente e cada vez está melhor, principalmente no aspeto defensivo. Sempre acreditei que quando se adaptasse ganharia o seu espaço."

Pedro Rebocho: "Vai continuar a calar os críticos"

"Este grande início não me surpreende porque é um jogador muito humilde e com a imensa qualidade que vai continuar a calar os críticos. Tenho a certeza que tem tudo para vingar no Barcelona."

Por Fábio Aguiar
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.