Barcelona desmente portas fechadas à comunicação social

Clube catalão foi acusado pela agência EFE de proibir os seus jogadores de concederem entrevistas

• Foto: EPA

O Barcelona emitiu esta terça-feira ao final da noite um comunicado que contraria a notícia avançada pela agência EFE, segundo a qual os profissionais do clube catalão estaria, a partir de agorda, impedidos de conceder entevistas aos órgãos de comunicação social, que não os do próprio emblema blaugrana.

"O FC Barcelona informa de que a vontade de potenciar os meios de comunicação do clube não deve impedir o acesso do resto dos meios de comunicação à informação gerada pela entidade e seus protagonistas", começa por garantir a informação divulgada na página oficial do Barcelona na internet, antes de referir-se à notícia da EFE como uma "confusão".

"Foi assim até agora e assim continuará a ser no futuro. O clube lamenta a confusão que neste sentido foi produzida durante o día de hoje. O compromiso do clube com a transparência e o acesso à informação é firme", acrescenta o comunicado do clube catalão.

Segundo o diário desportivo 'As', a decisão, que abarcava alêm dos jogadores de futebol profissional, também os elementos das modalidades de basquetebol, andebol e futsal, estava mesmo tomada, tendo, inclusive, o Barcelona cancelado entrevistas, sob o pretexto de "potenciar os meios de comunicação social do clube" 

E foi a grande revolta nas redes sociais e nas redações de diversos meios de comunicação social que levou a que às 22h10 desta segunda-feira publicasse o comunicado em que fazia marcha atrás na sua decisão, escreve ainda o 'As'.

Por João Lopes
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.