Barcelona lamenta detenções e pede diálogo para resolver crise catalã

Clube expressou "solidariedade com os afetados e as suas famílias"

• Foto: Luís Manuel Neves

Depois da juíza da Audiência Nacional espanhola ter decretado, em Madrid, a prisão incondicional para oito ex-ministros do governo autonómico da Catalunha, entre eles o vice-presidente, o Barcelona lamentou a decisão judicial e expressou "solidariedade com os afetados e as suas famílias".

Num comunicado divulgado através das redes sociais e no respetivo site oficial, o clube catalão - onde jogam os portugueses André Gomes e Nélson Semedo - salientou: "Atuações como estas não contribuem para construir os caminhos do diálogo e o respeito que sempre defendemos como entidade."

O Barcelona fez ainda um "apelo à serenidade", reiterando o seu "compromisso com as liberdades e os valores democráticos" e sublinhando a importância de "resolver este conflito de forma consensual, pacífica e política".

pic.twitter.com/3Ak7BLnFCK

— FC Barcelona (@FCBarcelona_es) 2 de novembro de 2017

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas