Cronavírus: LaLiga deixa regresso à competição nas mãos das autoridades

Espanha é um dos países mais afetados no mundo pela nova pandemia

Javier Tebas, presidente da LaLiga
Javier Tebas, presidente da LaLiga • Foto: Fernando Ferreira

A Liga espanhola preparou o regresso das equipas aos treinos, contudo, estes e o reinício da competição estarão sempre dependentes das autoridades sanitárias do país, resignou-se esta segunda-feira o organismo.

"Qualquer decisão sobre voltar à competição estará sujeita às disposições adotadas pelas autoridades de saúde", assume LaLiga, em comunicado da sua comissão delegada, que pretende reatar o quanto antes as provas profissionais.

A Espanha é um dos países mais afetados no mundo pela nova pandemia de coronavírus, com as autoridades sanitárias a apontar 17.489 mortos e mais de 169 mil casos de infeção.

A nação está confinada e em alerta até pelo menos 26 de abril: tal como boa parte da economia não essencial, o futebol também está paralisado desde 12 de março.

No domingo, a Real Sociedad teve que abandonar seu plano de regressar na terça-feira aos treinos individuais dos seus futebolistas dentro das suas instalações, depois de discutir a sua vontade com o Conselho Superior do Desporto (CSD), que reporta ao ministério do desporto.

Face à posição firme das autoridades, o clube basco assumiu que "os jogadores continuarão a trabalhar individualmente nas suas casas".

"O futebol não será retomado quando (o presidente da 'LaLiga' Javier) Tebas o disser, ou quando eu disser, ou quando o presidente do CSD o disser, mas quando as autoridades de saúde o autorizarem", vincou José Manuel Rodriguez Uribes, ministro da Cultura e Desporto, em entrevista ao jornal El País na semana passada.

Apesar de o regresso aos treinos e posterior competição parecerem não estar para breve, a 'LaLiga' já manifestou a intenção de concluir a época 2019-2020, quando faltam disputar 11 jornadas e o FC Barcelona lidera com 58 pontos, mais dois do que o Real Madrid.

"O protocolo para o regresso das equipas aos treinos foi estudado, revisto e aprovado. Este protocolo será transmitido e explicado a todos os clubes afiliados na próxima quinta-feira, e será disponibilizado ao Conselho Superior do Desporto e autoridades de saúde relevantes", afirmou a Liga.

Em 7 abril, o presidente do organismo, Javier Tebas, disse em conferência de imprensa que os cenários em estudo previam a retoma das competições em 28 ou 29 de maio, 6 ou 7 de junho, ou no final do mesmo mês, 28 de junho.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 114 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Dos casos de infeção, quase 400 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 535 mortos e 16.934 casos de infeção confirmados. Dos infetados, 1.187 estão internados, 188 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 277 doentes que já recuperaram.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.