Denunciou ter sido alvo de racismo e... foi suspenso por quatro jogos

Thaylor Lubanzadio, da Real Unión de Irun, alvo de sanção

Thaylor Lubanzadio, do Real Unión de Irun - o seu passe pertence ao Eibar -, acusou na quinta-feira um defesa do Atlético Saguntino de ter proferido insultos racistas na sua direção, durante o encontro entre as duas equipas e, esta sexta-feira, acabou por ser suspenso pela Federação. Em causa, segundo os documentos da RFEF, está a troca de palavras entre o avançado basco e o árbitro auxiliar, após o término do referido encontro.

Entre as várias expressões proferidas estavam "p..." ou "p... de m...", palavras que Lubanzadio denunciou aos árbitros, sem que tivesse sido tomada qualquer medida. Incrédulo, Lubanzadio abandonou o relvado em lágrimas, devido a "raiva e impotência" e, já no túnel de acesso aos balneários, acusou o juiz de ter medo de agir perante tal situação. "Depois do final do jogo, o número 15 da Real Unión dirigiu-se ao assistente, apontando-lhe o dedo indicador a escassos centímetros da cara, empurrando-o e recriminando-o por algo sucedido no jogo. Nesse momento, as forças de autoridade intervieram e travaram o referido jogador", pode ler-se na ata do encontro.

Agora, e para lá da suspensão de quatro jogos, Lubanzadio é ainda condenado a pagar 600 euros de multa. Quanto ao jogador que proferiu os alegados insultos... nada se sabe.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas