Doyen Sports suspeita de fraude

Fundo de investimento indiciado por alegada fuga ao fisco espanhol no valor de 5 milhões de euros

O representante do fundo de investimento Doyen Sports e os empresários Juanma López e Mariano Aguilar, ambos antigos jogadores do Atlético Madrid, apresentaram-se, durante o dia de ontem, num tribunal de Madrid, sob alegada suspeita de envolvimento em fraude fiscal e branqueamento de capitais.

Os suspeitos são alvo de uma queixa por parte da Fiscalía Anticorrupción - unidade de anticorrupção do Fisco espanhol -, por alegada fuga ao fisco, num montante a rondar os 5 milhões de euros, relacionados com atividades que remontam a 2013, entre elas a transferência de Radamel Falcão, antigo avançado do FC Porto, para o Atlético Madrid.

De acordo com o jornal espanhol ‘AS’, o juiz José de la Mata só constatou que a Doyen começou a registar as suas movimentações no mercado futebolístico espanhol dois anos depois, em 2015, fruto das denúncias por parte da ‘Football Leaks’.

Presentes no tribunal, o representante da Doyen - que surge acusada enquanto entidade coletiva - e os restantes suspeitos recusaram-se a depor perante o juiz.

Suspeito também no processo está o português Nélio Lucas, administrador da Doyen Sports à data dos factos, que não compareceu durante o dia de ontem, por viver fora de Espanha. A sua presença no tribunal é esperada na próxima terça-feira.

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.