Governo espanhol aprova 'lay-off' do Atlético Madrid

Medida abrange 453 funcionários do clube

• Foto: Reuters

O Ministério da Economia, Emprego e Competitividade de Espanha aprovou o pedido de 'lay-off' solicitado pelo Atlético Madrid devido à crise financeira provocada pela pandemia do novo coronavírus.

A medida, conhecida como ERTE (Expediente de Regularização Temporária de Emprego), abrange 453 funcionários do clube e pretende, como o CEO do clube Miguel Ángel Gil já havia esclarecido publicamente, garantir a viabilidade económica do emblema colchonero.

A 'Marca' informa que a decisão foi comunicada pela Direção Geral do Trabalho da Comunidade de Madrid e destina-se a trabalhadores que, face ao atual estado de emergência que vigora em Espanha, estão impedidos de desempenhar as suas funções, casos dos funcionários das lojas do clube no estádio Wanda Metropolitano e em vários pontos da cidade de Madrid, bem como funcionários, técnicos e assistentes que trabalham na academia do clube com as equipas da formação. 

Recorde-se que no início deste mês de abril os responsáveis colchoneros já haviam definido um corte salarial de 70% no plantel principal. 

2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0