João Félix fez melhor do que Kun Agüero na época de estreia

'AS' traçou comparação entre ambos e o português destacou-se

• Foto: EPA
O primeiro ano de João Félix no Atlético Madrid foi tudo menos fácil, mas a verdade é que, em comparação com alguns nomes que fizeram (muita) história nos colchoneros, os seus registos nem são de todo tão maus assim. É isso que se pode entender, por exemplo, através da observação dos dados do português com os de Kun Agüero, um avançado que chegou ao Atlético Madrid e que, tal como Félix, precisou do seu tempo para chegar ao topo e tornar-se mesmo numa referência na história do clube.

O trabalho é este sábado assinado pelo jornal 'AS' e mostra que o ex-Benfica foi mais certeiro em menos jogos disputados. Se Agüero disputou 42 partidas oficiais (38 na Liga e 4 na Taça do Rei) e marcou sete golos em 2733 minutos, o português disputou menos seis encontros e apontou mais dois golos, num total de 2483 minutos. Na prática, feita a média, o jovem luso marcou um golo a cada 275 minutos, contra os 390' de Agüero para cada tento apontado.

Curiosamente, também na época prévia à transferência há semelhanças entre ambos, mas uma vez mais com vantagem para Félix. O português fez 20 golos e 11 assistências em 43 jogos pelo Benfica, ao passo que Agüero se ficou pelos 18 tentos em 36 jogos pelo Independiente.

Ainda assim, convém fazer algumas ressalvas. A começar desde logo pelo valor pago por ambos. Se Agüero custou em 2006 cerca de 22 milhões de euros, João Félix obrigou a um investimento quase seis vezes superior (120M€); por outro lado, o argentino chegou a Madrid com 18 anos e o português fê-lo um ano depois, com 19.

Explosão na segunda época

A verdade é que, depois da primeira temporada algo abaixo das expectativas, Agüero explodiu na segunda, chegando aos 27 golos em 50 jogos disputados, para depois nos anos seguintes superar quase sempre a barreira dos 20 por época (apenas falhou em 2009/10), antes de em 2011 rumar ao Manchester City por 45 milhões de euros. Um registo goleador que os colchoneros esperam agora ver em João Félix, de forma a justificar o forte investimento feito na sua contratação. O exemplo de sucesso está dado, resta ao português repetir a receita.
Por Fábio Lima
25
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas