José Enrique: «Não podia jogar sem medicação»

Espanhol retirou-se dos relvados aos 31 anos devido aos problemas físicos

• Foto: Reuters

Aos 31 anos, o espanhol José Enrique anunciou o adeus aos relvados. Depois de quatro épocas no Liverpool, o lateral-esquerdo regressara a Espanha em 2016 para jogar no Saragoça, ao serviço do qual fez 27 jogos na 2.ª divisão em 2016/17, mas os problemas físicos acabaram por ditar o abandono precoce, anunciado esta terça-feira.

"Não podia jogar sem medicação, nem sequer treinar. Foi duro, desesperante, e às vezes ficava maldisposto de tantos medicamentos. Depois de cada jogo, o joelho inchava e parecia um balão. Não conseguia andar nos três dias seguintes", revelou o agora ex-jogador em entrevista publicada hoje pelo jornal 'Marca', sublinhando: "Com 40 ou 50 anos quero conseguir andar. Quero ser um velho que pode caminhar, não um inválido."

"Ainda não estou bem, nem física nem mentalmente, mas sinto-me com vontade começar do zero", acrescentou José Enrique, que passou ainda por clubes como o Celta de Vigo, o Villarreal e o Newcastle United antes de chegar o Liverpool, onde as questões físicas acabaram por passar fatura. "Disseram-me tantas vezes que era um problema psicológico que cheguei mesmo a acreditar que era algo mental. Joguei quinze minutos frente ao Crystal Palace e só conseguia andar em linha reta, não me conseguia mexer. Tive de fugir para Espanha, porque nem andar conseguia", recordou.

De qualquer forma, o espanhol mostrou-se agradecido ao treinador alemão Jürgen Klopp, com quem trabalhou precisamente no Liverpool. "Sabia que se estivesse bem ele me colocava a jogar. Foi sincero comigo. Treinava com a equipa principal e jogava na B. Perguntava-me 'o que faço aqui com miúdos de 20 anos?'. Foi um ano terrível, apenas com um rebuçado [um jogo]. Ainda me deixou ser capitão na minha despedida, uma honra que lhe agradecerei sempre", concluiu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas