Marcelo: «Cristiano Ronaldo é uma máquina mas até ele estava borrado»

Defesa brasileiro recorda final da Liga dos Campeões de 2017, contra a Juventus

• Foto: Reuters

Marcelo recordou numa carta que escreveu no 'The Players Tribune' a ansiedade por que passou na final da Liga dos Campeões de 2018, em Kiev. Mas o jogador brasileiro do Real Madrid lembra que os jogadores de futebol "são humanos" e que até "máquinas" como Cristiano Ronaldo passam por momentos de tensão antes de jogos decisivos.

O defesa recorda a final da Champions de 2017, frente à Juventus, e garante que até Cristiano Ronaldo estava nervoso. "Estávamos sentados à volta de uma mesa, eu, o Casemiro, o Danilo e o Cristiano. Ninguém falava, estávamos todos a olhar para o prato. Quase dava para ouvir o estômago uns dos outros a fazer barulhos esquisitos... Às tantas o Cristiano diz 'rapazes, uma pergunta: sou só eu que estou a sentir esta pressão no estômago?' E toda a gente diz, 'sim, eu também estou a sentir isso'. Ninguém queria admitir, mas se até ele estava assim, pareceu-nos normal reconhecermos que também estávamos nervosos. O Cristiano é frio como o gelo, é uma máquina. E até ele estava borrado!"

"Aquele momento acabou por quebrar a tensão. Gritámos para o empregado 'traga-nos água com gás, precisamos que esta comida desça'. E toda a gente se riu", acrescentou.

Marcelo recordou, depois, as palavras de Ronaldo antes do jogo. "Ele disse-nos como seria o jogo e acertou. Nunca esquecerei isso, ele previu tudo. 'Ao início vai ser difícil, mas na segunda parte vamos ganhar com tranquilidade. Vamos ganhar!' E ganhámos!"

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.