Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Ministério Público espanhol quer que Dani Alves continue na prisão por haver risco de fuga

Defesa apresentou recurso a pedir a redução das medidas de coação

• Foto: Reuters
O Ministério Público espanhol já fez saber que se opõe à libertação de Dani Alves e rejeita novas medidas coação, sejam elas a retirada do passaporte, comparência periódica perante as autoridades ou pulseira eletrónica, conforme foi solicitado pela defesa do jogador.

Segundo a imprensa do país, as autoridades judiciárias explicam que há risco de fuga e que os indícios de que terá cometido o crime mantêm-se inalterados.

Recorde-se que a defesa do jogador brasileiro recorreu da ordem da juíza de instrução, que o colocou em prisão preventiva depois de ter sido detido a 20 de janeiro do ano passado, acusado de agredir e violar uma mulher de 23 anos numa discoteca em Barcelona.

O tribunal vai analisar o recurso nos próximos dias, mas a acusação já se manifestou contra a libertação. 

O Brasil não tem acordo de extradição com Espanha, pelo que se fugisse para o seu país Dani Alves dificilmente seria julgado pelo crime em questão.
Por Record
1
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas