Neymar e Messi podem "tramar" Barcelona

Aumento salarial coloca culés em risco de desrespeitar fair play financeiro

Lionel Messi e Neymar são dois dos principais responsáveis pelo sucesso do Barcelona. O problema é que os salários das duas estrelas estão prestes a aumentar... tal como o perigo de os culés desrespeitarem as regras do fair play financeiro da UEFA. Para se ter noção de como os catalães já estão a pisar terrenos perigosos, essas leis ditam que a folha salarial só pode representar até 70% das receitas: o Barcelona está nos 69%, com 419 milhões brutos investidos face aos históricos 608 milhões de receitas na temporada passada.

É aqui que o cenário se começa a complicar. Segundo o diário ‘As’, Messi tem uma cláusula que irá aumentar o seu salário automaticamente dos 50 milhões brutos anuais para 85. Como se não bastasse, a renovação de Neymar, que deverá ser oficializada no verão, pressupõe um ‘salto’ dos 10,5 milhões para os... 50. E ainda há o caso de Luis Suárez, que já cobra 20 milhões. No total, o tridente do Barça pode passar a valer 155 milhões – sempre em valores brutos –, pelo que se torna necessário aumentar receitas ou baixar ordenados para que não haja infração das regras do fair play financeiro. E diga-se que as punições podem passar pelo afastamento das provas europeias, como já aconteceu com o Dínamo Moscovo ou limites de inscrição na UEFA – o Sporting sofreu com essa questão.

Direção em risco

Um outro problema prende-se com o rácio entre o EBITDA(lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) e a dívida. Na época passada, esse valor foi de 3,2 quando deveria ter sido 2,5 segundo os estatutos do clube. Agora, a direção precisa de conseguir ter um rácio de 2,25 ou corre o risco de ser demitida.


Por Pedro Gonçalo Pinto
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0