Sergio Araujo disse aos polícias que o presidente do Las Palmas resolveria o 'caso de álcool'

Avançado dos Las Palmas recusou fazer teste

• Foto: Reuters

O caso que envolve uma infração de trânsito protagonizada por Sergio Araujo será mais complexo e grave do que incialmente foi relatado pelo jornal digital 'El Confidencial'.

Segundo o 'La Provincia/Diario de Las Palmas', além de se ter recusado a fazer um teste de álcool válido, o avançado do Las Palmas foi agressivo com os polícias que o interpelaram na manhã de segunda-feira e deixou no ar que a situação seria resolvida pelo presidente do clube onde joga.

Araujo, autor do golo que deu o empate à sua equipa na receção ao Real Madrid, atingiu 0.76 miligramas por litro de sangue num teste de amostra, o que é três vezes superior ao permitido por lei em Espanha, mas recusou fazer um teste que já seria válido em termos legais, depois de falar com uma pessoa através do telemóvel.

Além de remeterem para tribunal o resultado do primeiro teste, no auto os agentes fizeram ainda referência ao comportamento desafiador e agressivo do argentino que, a determinanda altura, se referiu em voz alta a Miguel Ángel Ramírez, presidente do Las Palmas, dizendo que este "resolveria a situação".

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.