Tribunal de Instrução de Valência rejeita queixa-crime contra Jorge Mendes

Empresário português era acusado de envolvimento em alegados casos de corrupção e branqueamento de capitais

• Foto: Pedro Ferreira

O Tribunal de Instrução de Valência rejeitou, esta sexta-feira, a queixa-crime apresentada por Antonio Sesé, ex-conselheiro do Valencia, contra o empresário português Jorge Mendes, Peter Lim, presidente do clube, e ainda outros membros executivos dos ché.

Recorde-se que o superagente, assim como Peter Lim e outros membros dos quadros diretivos do Valencia, tinham sido acusados pelo ex-conselheiro do clube de crimes de corrupção em transferências de jogadores e também por branqueamento de capitais, acusações essas que a juíza María Isabel Rodríguez afirmou não existirem provas suficientes para a acusação, como relata a imprensa espanhola. Uma grande vitória para o empresário português, que vê assim afastadas as suspeitas levantadas pelo antigo dirigente.

Antonio Sesé irá agora apresentar recurso da decisão do Tribunal de Instrução de Valência.

Por Sérgio Magalhães
4
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas