Um clássico diferente para lembrar Cruyff

Homenagem preparada

• Foto: Reuters

O clássico de amanhã, tal como toda a última semana, ficará marcado por um nome incontornável: Johan Cruyff. O antigo jogador e treinador do Barcelona faleceu no passado dia 24, aos 68 anos, e a despedida àquele que é, muito provavelmente, o maior ícone da história culé terá um dos pontos altos em Camp Nou, em dia de mais um duelo com o Real Madrid, o maior rival do clube catalão. O memorial criado no estádio tornou-se um lugar de peregrinação nos últimos dias mas será hoje encerrado. Amanhã, nas bancadas do recinto e no relvado, é a vez do holandês que se tornou um dos melhores futebolistas (e também técnico) de sempre ser lembrado.

Um ‘mosaico’ formado com 90 mil cartões e com as palavras ‘Gràcies, Johan’ – lema para a homenagem e um agradecimento pelo contributo que Cruyff deu ao Barcelona – estará bem visível nas bancadas de Camp Nou antes do apito inicial. Já os jogadores do Barça entrarão em campo com as mesmas palavras ao peito, acompanhados por crianças vestidas com camisolas para a ocasião, sendo ainda emitido um vídeo com imagens da vida do antigo internacional holandês.

História

Para o futuro ficam outras homenagens a Johan Cruyff, mas o capitão Iniesta já admitiu que este momento especial constitui uma "motivação extra" para vencer o Real Madrid. Um rival do qual o eterno número 14 tinha boas recordações como jogador – venceu quatro clássicos e goleou na estreia por 5-0 – mas não tanto como treinador (nove vitórias contra 10 derrotas), apesar de o Barcelona ter conquistado quatro títulos espanhóis consecutivos (entre 1991 e 1994) sob o seu comando.

Por José Angélico
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas