Valladolid recusa testes ao coronavírus: «Há quem precise mais do que nós»

Liga colocou à disposição a possibilidade, mas clube rejeitou

• Foto: Getty Images

Numa altura em que Espanha passa por momentos cada vez mais complicados devido ao surto do coronavírus, o Valladolid tomou esta semana a decisão de prescindir da possibilidade de testar todo o seu plantel, já que no seu entender há quem precise mais do que os seus jogadores.

"A Liga colocou-nos à disposição essa possibilidade, mas não o fizemos por critério médico e social. Nenhum jogador apresenta sintomas e acreditamos que há quem tenha menos benefícios e mais necessidades. São eles quem deve ter prioridade", explicou David Espinar, diretor do gabinete de presidência do clube.

O gesto do Valladolid surge na sequência de críticas feitas pelo presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), que considerou ser "ilegal, pouco solidário e antipatriota" a decisão da Liga em colocar à disposição dos clubes a possibilidade de testarem todos os seus elementos. "Há pacientes cuja vida está em risco, que necessitam do teste e não faz qualquer sentido que se utilizem para este fim. Esta medida é de quem não conhece a realidade. Temos de estar isolados e apenas nos movermos por casos excecionais, como para trabalhar. Os jogadores têm de estar isolados", explicou Luis Rubiales.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.