Bale: «Estou feliz mas não consigo prever o futuro»

Galês ficou desapontado com o despedimento de Benítez

• Foto: Reuters

Gareth Bale disse em entrevista ao jornal inglês "The Telegraph" que não pensa em prémios individuais, preferindo focar-se no coletivo. "Não penso nem quero pensar em prémios individuais, deixo isso para outras pessoas. Só quero trabalhar para a equipa, para que possamos ganhar o máximo de títulos possíveis", garantiu.

O galês revelou estar satisfeito no clube, colocando um "ponto de interrogação" no futuro: "Estou feliz de momento. Não consigo prever o que vai acontecer, mas de momento estou a desfrutar do meu futebol."

O extremo lembrou o golo que Zidane, novo treinador dos merengues, apontou ao Bayer Leverkusen: "É impossível esquecer, ele é uma lenda, não só do clube, mas do mundo do futebol", aproveitando para reagir às declarações do francês, que fez questão de lhe prometer o "mesmo afeto" que Benítez lhe demonstrou, dizendo: "Claro que isso foi simpático da parte dele. Conversámos quando ele chegou e aconteça o que acontecer vou deixar tudo em campo. Foi o que fiz contra o Deportivo."

Questionado se a performance frente ao Deportivo, em que apontou um hat-trick, foi a sua melhor com a camisola dos blancos, o galês pareceu... indeciso: "Não tenho a certeza para ser honesto, deixo isso para outras pessoas comentarem. Sinto-me bem de momento, estou em forma e só quero aproveitar o meu futebol", realçou.

Acerca do despedimento de Benítez, Bale dize-se desapontado, mas quer aproveitar ao máximo a oportunidade que Zidane lhe ofereceu: "Tinha uma grande relação com Rafa. Claro que fiquei um bocado desiludido com o seu despedimento, mas estas coisas acontecem no futebol e quando se é profissional tem de se continuar em frente".

Bale falou ainda da sua melhor posição em campo, e de onde prefere jogar: "Tem havido comentários, em entrevistas anteriores, que eu estou "preso na direita" e talvez não tivesse a minha liberdade, mas agora posso deambular um pouco mais pelo terreno. A minha posição continua a ser na direita, claro. Estou a apreciar o meu futebol e a minha posição em campo. Já não jogo preso à faixa, jogo melhor quando posso deambular na frente de ataque, procurando fraquezas na defesa adversária. Toda a gente sabe onde gosto de jogar e o que gosto de fazer em campo e espero poder continuar a fazer isso", concluiu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Real Madrid

Notícias

Notícias Mais Vistas